Close

Projetos

Projetos

Creche e Educação Infantil

O Programa atende criança de 0 a 5 anos em período integral. Tem como objetivo uma proposta educacional que contribui para a melhoria da qualidade de vida da criança, estimulando o desenvolvimento pleno de seu potencial criativo e sua autonomia.

Para que as crianças recebam formação integral, são desenvolvidas diversas atividades como música, artes plásticas, recreação e lazer, teatro e passeios. A integração com as famílias também tem um aspecto importante .

Centro de Juventude

É um programa que atende crianças e adolescentes de 6 a 15 anos matriculados na rede pública de ensino ½ período. São desenvolvidas atividades que contribuam para a inclusão social.

O objetivo principal do programa é o desenvolvimento integral da criança, favorecendo o acesso ao conhecimento, o estímulo ao potencial criativo e a formação da consciência crítica da realidade. As atividades, programadas de forma lúdica, estão em estreita relação com a família, escola e a comunidade. Tudo isso visando formar um cidadão consciente de seus direitos e deveres, com boa auto-estima e que possa acompanhar e estar inserido na evolução dos acontecimentos que permeiam a sociedade moderna.

As crianças participam das seguintes oficinas de arte-educação:

– Artes Plásticas, Recreação e Lazer, Artes Cênicas, Música, Artes Rítmicas, Música, Informática e Orientação de Estudos.

Oficinas de qualificação profissional

Oferece cursos de qualificação, em convênio com o Senai, no programa PCFP (Programa Comunitário de Formação Profissional). O aluno tem a possibilidade de desenvolver seu potencial, testar suas aptidões, além de complementar os conteúdos escolares. São oferecidos 7 cursos, nos períodos matutino e vespertino, que estão divididos entre módulos básico e específico, funcionando de maneira integrada, com uma carga horária total de 800 horas. Além do desenvolvimento de habilidades, a oficina-escola também investe na formação global dos alunos. No módulo básico, assim denominado, os alunos são estimulados a desenvolver as capacidades básicas indispensáveis às exigências do mercado de trabalho e do mundo moderno.

São desenvolvidas também atividades esportivas, de recreação e lazer, educação ambiental, educação para o trabalho e outros assuntos de interesses próprios dessa faixa etária.

Todas as atividades visam o crescimento educacional e o favorecimento do sucesso escolar, transmitindo informações e possibilitando vivencias, discutindo questões ligadas à cidadania e ética, oferecendo apoio social, afetivo e intelectual.

Cursos Oferecidos: Mecânica Geral, Informática, Instalações Elétricas, Panificação e Confeitaria, Corte e Costura, Marcenaria e Tapeçaria de Móveis.

Geração de Renda

Tem como objetivo atender anualmente 20 famílias de baixa renda cujos filhos freqüentam regularmente os programas da entidade, oferecendo apoio sócio-educativo para que possam iniciar um projeto pessoal, melhorando assim suas condições de vida, proporcionando a manutenção e o fortalecimento do vinculo familiar.

O projeto tem a duração de um ano, e oferece cursos de capacitação profissional nas áreas de panificação e confeitaria, tear artesanal e corte e costura. Além dessas atividades, são trabalhadas questões referentes à higiene e saúde, orientação para o trabalho, vida em família, cuidados pessoais, educação dos filhos e conteúdos pertinentes ao projeto de geração de renda escolhido.

Projeto Tear

O Objetivo do projeto é promover a geração de renda e a melhoria das condições de vida de famílias em situação de exclusão e vulnerabilidade social. Oferece capacitação em tecelagem artesanal durante o período de um ano para 30 adultos, chefes de família de Poá e região – pais e mães de crianças e adolescentes da instituição, beneficiando indiretamente 150 pessoas.

 

O programa começou suas atividades como projeto piloto ainda em 2006, obtendo ótima participação da comunidade.
O objetivo desse projeto é reduzir a situação de risco social e promover a inclusão sócio-econômica das famílias, contribuindo para a empregabilidade, empreendedorismo e exercício da cidadania, ou seja, as famílias em situação de risco terão a chance de se capacitar profissionalmente, obtendo renda e acesso a bens e serviços, o que deverá impactar diretamente na qualidade de vida dessas famílias.

Integração com a comunidade

Poá é uma cidade dormitório, e tem recebido muitos novos habitantes que se afastam da capital, buscando melhores condições de habitação e conseqüentemente de educação e saúde para a família.

O Reino da Garotada de Poá procura estar sintonizado com a comunidade e esse é o principal motivo ao longo da existência da entidade.

Atendendo uma parcela significativa da população, o Reino tem buscado uma parceria com a comunidade, a escola e as famílias para o desenvolvimento de seu trabalho.

Comunidade:
> Participação da entidade em festas e eventos da cidade;
> Participação da entidade no Conselho Mun. Assist. Social;
> Utilização e intercâmbio com os serviços públicos do município.

Escola:
> Busca do estreitamento de laços com as escolas que atendem as crianças que participam dos programas da entidade;
> Convite por parte da entidade e participação das escolas em curso de formação de educadores.
> Acompanhamento do desenvolvimento das crianças nas atividades escolares.

Família:
> Estímulo à participação das famílias de maneira informal, para que sintam a entidade como um espaço educativo agradável.
> Orientação das famílias em suas necessidades. Ex.: encontros, conversas, participação nas atividades.

Avaliação dos Programas

Todas as atividades são acompanhadas de perto pelo coordenador de cada setor, que semanalmente avalia as atividades desenvolvidas com os educadores.

As crianças e adolescentes também participam desse processo e fornecem o feed back (formal e informal) para que as atividades sejam reformuladas e/ou o atendimento melhorado.

São realizadas reuniões mensais com todos os coordenadores, para troca de informações e ajustes necessários. As famílias e a escola também fornecem informações e subsídios para uma avaliação mais completa dos programas.

Critérios de seleção

Renda familiar mensal (prioridade para crianças e adolescentes de família com baixa renda);
A criança deve estar matriculada e freqüentando escola pública;
Apresentação de comprovante de trabalho dos pais.

Há um período de inscrições e após o estudo de caso, levando-se em consideração os itens acima descritos, é realizada uma triagem para a matrícula.

Ponto de Cultura “ Memórias do Olhar ”

O projeto destinado a pessoas a partir dos 14 anos tem como fio condutor a memória e a construção de um novo olhar. Os participantes têm aulas práticas e teóricas de vídeo, fotografia digital e aprendem a usar computadores para digitalização e tratamento de imagens. O trabalho tem como base a formação histórica e geográfica da região e a inclusão do Reino da Garotada de Poá no contexto sócio-educativo, redescobrindo nossa cultura e tradição, por meio da preservação e criação de imagens que fazem parte das memórias do olhar, a imagem é a referência como linguagem artística. O aprendizado dos recursos de fotografia e vídeo abrirá as portas para um novo caminho vocacional e profissional, como também ensinará a apreciação e a reflexão estética, contribuindo para a formação de um público que não tem oportunidade para visitar galerias de arte, museus, ou outros espaços culturais.

Curso de Vídeo - Documentário

– introdução a produção audiovisual com ênfase em documentários.
– definição das pesquisas para a produção de documentários (a auto-imagem, a instituição, a comunidade).
– reflexões sobre a produção de vídeos documentários de curta metragens (técnicas de elaboração de roteiros e uso dos recursos de multimídia para o tratamento de imagens).
– laboratório de produção (teoria e prática dos aspectos técnicos das gravações)
– integração vídeo e fotografia: encontros dos grupos para visitas a exposições, discussões a respeito das produções de imagens e troca de experiências.

Curso de Fotografia

– história da fotografia e da imagem
– construção do autorretrato
– pesquisa sobre a instituição e comunidade
– técnicas fotográficas (como fazer fotos)
– técnicas de tratamento de imagens ( como tratar imagens)
– utilização de recursos de multimídia ( blogs e comunidades)
– integração vídeo e fotografia: encontros dos grupos para visitas a exposições, discussões a respeito das produções de imagens e troca de experiências.